Kea & Partners - Partners for transformation

Parceria é o caminho para transmitir nosso DNA

 

Hervé Lefèvre, Vice-Presidente Senior

A Kea & Partners é uma parceria aberta. 60% dos empregados são acionistas.
Sua vocação é patrimonial e profissional. Um consultor pode se tornar parte da capital de 3 a 4 anos de experiência e sua participação aumenta de acordo com seu desenvolvimento profissional. Aos 57 anos, ele deve sair e vender suas ações. A transmissão foi assim registrada nos estatutos da criação.

A importância da transmissão na cultura da Kea & Partners.

Nós fundamos a Kea & Partners com a ambição de instalar uma marca de consultoria, apoiada por um forte posicionamento, e com a firme intenção de que a história continue sem nós, sob a responsabilidade das gerações seguintes.

Em um processo de transmissão, a questão central é a sustentabilidade; Em seguida, procuramos maximizar os ativos intangíveis, com o desejo de deixar uma pegada. A transmissão é, portanto, diferente do desinvestimento, que é um processo no qual a maximização financeira é buscada acima de tudo, o capital intangível é apenas um dos dados de avaliação.

Transmitir é a longo prazo. Para escrever nos estatutos, a obrigação de deixar a capital aos 57 anos não é suficiente. É necessário imaginar os dispositivos financeiros que permitirão e os modos de gestão para que os jovens tomem gradualmente as rédeas da companhia.

Assim, em junho de 2013, deixei a parceria como planejado e entreguei a presidência a Arnaud Gangloff. Este último foi eleito por unanimidade, uma vez que a transmissão tem sido gradual nos últimos três anos. Eu não deixo a Kea & Partners até agora e continuo trabalhando como consultor para meus clientes.

Com a mesma felicidade.